O gerenciamento de riscos no transporte de cargas é extremamente importante! Você precisa saber por que e quais são os benefícios em adotá-lo.

Segundo dados da Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro), o Brasil é 8º país mais perigoso para o transporte de cargas. Para se ter uma ideia da situação nas estradas brasileiras, a cada 23 minutos, um caminhão é roubado.

Neste ponto, ter um gerenciamento de riscos é uma das melhores ações preventivas. A transportadora que atua com esse tipo de gerenciamento combate de maneira efetiva problemas graves, como perdas humanas e materiais.

Mas, afinal, o que é este tipo de gerenciamento e por que é tão importante no transporte de cargas? Leia e obtenha as respostas!

O que é o gerenciamento de riscos no transporte de cargas?

O gerenciamento de riscos é uma metodologia muito importante, que tem por finalidade minimizar situações que dificultam a execução do bom transporte de cargas, como:

  • Roubos de cargas;
  • Acidentes em decorrência da má conservação das estradas ou de problemas mecânicos;
  • Imprudência, imperícia e negligência do motorista;
  • Perdas de produtos em função do manuseio errado e transporte inadequado;
  • Atraso nas entregas;
  • Prejuízos financeiros;

Portanto, pode-se definir o gerenciamento de riscos como um conjunto de ações e estratégias que colaboram na identificação, condução, administração e prevenção de riscos referentes ao transporte de cargas.

Por que é importante ter um gerenciamento de riscos?

Você já deve ter se dado conta de que o gerenciamento de riscos contribui para a segurança do motorista, do veículo e da carga, certo? Saiba que além desses importantes fatores, os indicadores positivos do desempenho de uma transportadora colaboram para as negociações e contratações de seguros de transportes.

Quanto menos ações preventivas são tomadas e mais simples for o gerenciamento de riscos, piores serão os indicadores de uma transportadora. Deste modo, o seguro de carga tende a ser mais caro e restrito — ruim, não é mesmo?

As estratégias adotadas durante o gerenciamento reduzem os prejuízos da empresa, atuando na prevenção das ocorrências de sinistros e utilizando métodos de intervenção que vão diminuir os impactos quando algo no processo logístico não ocorre como o transportador esperava.

Investir em gerenciamento de riscos é obter mais qualidade e segurança e elevar a transportadora a um lugar de destaque no mercado. Pois, com uma relação saudável com o cliente, boa imagem, comprometimento e respeito aos prazos preestabelecidos, o seu negócio só tende a ganhar.

Quais são os benefícios do gerenciamento de riscos?

Além dos itens apresentados anteriormente, existem outros benefícios que você pode até não saber, mas que farão parte da sua realidade quando possuir um gerenciamento de riscos que funciona. Veja:

  • Redução de ocorrências negativas durante o processo logístico;
  • Diminuição dos índices de prejuízos associados à falta do gerenciamento de riscos;
  • Realocação dos investimentos que seriam utilizados para cobrir os prejuízos;
  • Redução dos custos logísticos.

Os benefícios de se ter um sistema de gerenciamento de riscos fornecerá ainda informações precisas para que a transportadora analise os indicadores da melhor maneira. Assim, os gestores terão subsídios para detectar os pontos mais vulneráveis de suas operações de transporte de cargas e as apólices de seguro.

 

Para que a carga seja entregue dentro do prazo e de maneira segura, os motoristas estejam mais seguros e a transportadora não seja vítima frequente de roubos, acidentes outras fontes de prejuízos, o gerenciamento de riscos é extremamente importante. Isso, sem contar na valorização do negócio, a imagem positiva no mercado e o aumento nos lucros.

Com um gerenciamento de riscos ativo, o transportador pode verificar onde os veículos e equipamentos estão, o seu funcionamento, por onde andaram e até mesmo que foi feito neste período. Ótimo, não é?

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Fechar Menu