A segurança deve estar entre as principais preocupações no transporte de produtos químicos. Aprenda como garanti-la na estrada!

O transporte de produtos químicos no nosso país acontece pelas rodovias que cortam o Brasil. Já pensou se acontece algum acidente? Se o produto cai na estrada? O que fazer nesses casos? O que o motorista precisa saber para garantir a sua segurança e dos demais veículos?

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), somente pelas rodovias paulistas, diariamente, são transportados mais de mil produtos perigosos, como líquidos inflamáveis, explosivos, corrosivos, gases, materiais radioativos, entre outros. Diante de um fluxo tão grande, é necessário adotar medidas preventivas, afinal, os riscos são grandes. Estatísticas do DER referentes a 2011 comprovam esse alerta, revelando que houveram 178 acidentes com veículos que transportavam produtos perigosos.

Mas afinal, como transportar cargas perigosas com segurança? Continue essa leitura e descubra!

Quais produtos são considerados perigosos?

A ANTT diz que são produtos perigosos os que estão na seguinte lista:

  • Produtos transportados sob altas temperaturas;
  • Conteúdos explosivos;
  • Substâncias oxidantes, infectantes, radioativas ou tóxicas e peróxidos orgânicos;
  • Materiais corrosivos;
  • Cargas gerais que oferecem riscos em colisões.

Principais cuidados com o transporte de produtos químicos

Seguir somente uma ou outra medida de segurança, nesse caso não será o suficiente. É necessário observar a situação como um todo, cuidando de todos os detalhes ao transportar cargas perigosas. Conheça a seguir quais são os principais pontos a se preocupar:

Ter um veículo adequado

Um veículo adequado não diz respeito a somente adquirir um caminhão em bom estado e que comporte a carga, mas sim a dar atenção às manutenções e mantê-lo devidamente sinalizado. Também é necessário adotar outras medidas, como ter um painel de segurança, rótulo de risco e toda a estrutura necessária, que possa garantir uma viagem segura.

Seguir as normas e regulamentos

Para realizar o transporte de produtos químicos, é necessário ficar por dentro do que diz suas respectivas regulamentações e normas. Para saber quais são os documentos fundamentais ao transporte de cargas perigosas é necessário ficar atento a Resolução nº 5232, que especifica todos os âmbitos do cumprimento da lei. Além disso, é necessário que o veículo esteja homologado no INMETRO.

Também, importante ficar por dentro das normas da ANTT e da ABNT. Segundo o Art. 21, o descumprimento dessas normas pode acarretar em multas entre R$ 550,00 e R$ 10.500,00, a serem aplicados pela ANTT e ainda o risco do cancelamento da inscrição RNTR-C.

Respeitar a jornada de trabalho

Como todo cuidado é pouco no transporte de cargas, principalmente a de produtos químicos, é fundamental que a lei do motorista seja seguida à risca e principalmente que os limites sejam respeitados.

O artigo 6º dessa lei, determina que a sua jornada de trabalho diária não ultrapasse 8 horas, entretanto, é possível que o empregador e o motorista acordem entre 2 e 4 horas a mais dessa jornada, mediante a pagamento extra, incluindo o adicional de 50%, como prevê a lei.

E ainda, o tempo na estrada não deve ultrapassar 5 horas seguidas, além de que, deve existir um recesso de pelo menos 11 horas de descanso diário, contando com 8 horas ininterruptas.

Apesar da lei não estipular uma punição direta à empresa, beneficiando o empregado, é possível que haja uma penalidade pelos órgãos fiscalizadores do Ministério do Trabalho e Emprego, que podem aplicar uma multa em função do descumprimento dessa norma.

Curso MOPP: capacitar motoristas

Além do cumprimento das normas estabelecidas, também é obrigatório capacitar o motorista. O Curso MOPP instrui exatamente sobre o transporte de produtos químicos e perigosos, focando nos seguintes itens:

  • Direção defensiva;
  • Legislação de trânsito;
  • Legislação específica;
  • Primeiros socorros;
  • Prevenção e combate a incêndio;
  • Movimentação de produtos perigosos.

O curso é de curta duração e deve ser renovado a cada 5 anos. A Fabet é uma instituição autorizada para oferecer este treinamento, saiba mais clicando aqui.

Medidas de segurança caso ocorra algum incidente na estrada

Segundo recomendações dos bombeiros, em caso de qualquer ocorrência inesperada no transporte de produtos químicos, é necessário tomar alguns itens como medida de segurança, são eles:

  • Isolar a área e afastar “curiosos”;
  • Sinalizar o acidente;
  • Manter celulares, cigarros, lanternas ou motores distantes do local do acidente;
  • Seguir as recomendações estipuladas pelas fichas de emergência e entregá-las aos socorros públicos quando eles chegarem;
  • Informar o transportador, embarcador e polícia imediatamente sobre o ocorrido.

O transporte de produtos químicos precisa ser feito com muita segurança e de acordo com as normas dos órgãos regulamentadores. Um dos itens a serem seguidos, é ter motoristas treinados e capacitados pelo Curso MOPP. Conheça esse treinamento e fique por dentro do que sua empresa precisa saber para transportar produtos químicos!

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp

SAIBA O QUE A FABET PODE FAZER POR VOCÊ!



Fechar Menu