A busca pela evolução do seu motorista de caminhão deve ser constante. Descubra como conseguir isso aplicando medidas simples e eficientes!

Entrega da mercadoria, economia de combustível, segurança do profissional e da carga são atividades que dependem diretamente do motorista de caminhão, concorda? Logo seu papel na operação da empresa se torna essencial e, ter mais eficiência e performance na estrada deve ser uma busca constante.

Mas afinal, o que o motorista precisa fazer para alcançar isso? E o que o gestor deve fazer para ajudar e engajar o motorista de caminhão? Se essas dúvidas já passaram pela sua cabeça, a seguir você descobre as respostas. Continue a leitura e confira 5 dicas simples e fáceis para colocar em prática!

1. Postura e comportamento

A postura que o motorista adota ao dirigir implica muito na performance na estrada. A ergonomia também influencia diretamente em suas atividades e bem-estar. Por isso, a dica é tomar cuidado com todas as partes do corpo: seja a coluna, pescoço e cabeça, mãos, braços, pés e pernas. O ideal é sentar-se com a postura ereta e posicionar o banco de modo que fique confortável, mas nem muito distante, nem muito próximo do volante e dos pedais.

Além disso, a habilidade de observar e a paciência são comportamentos primordiais para garantir a eficiência e segurança de um motorista de caminhão na estrada. Essas duas características serão decisivas em diversas situações enfrentadas pelo profissional, sejam elas de pressão, de atrasos ou imprevistos.

2. Conhecimento das rotas

Quanto maior for o conhecimento do motorista de caminhão sobre as rotas, menos riscos ele estará exposto e de forma mais otimizada ele percorrerá o caminho.

O motorista de caminhão deve possuir conhecimento apurado das rotas para entender quais são os melhores horários para percorrê-las e as melhores vias para seguir. Assim é possível evitar situações indesejadas como acidentes, engarrafamentos, assaltos, entre outros fatores.

Além disso, o conhecimento das rotas favorece o planejamento da viagem, e outra atitude que pode ser feita pelo gestor é a criação de um plano de gerenciamento de riscos. Saiba como criar o da sua empresa clicando aqui.

3. Adoção da direção defensiva

A direção defensiva é um dos grandes desafios para aplicar na frota, mas essencial para uma boa conduta do motorista de caminhão na estrada. Ela implica em atitudes simples, mas que fazem toda a diferença no trajeto. Por isso, algumas medidas devem ser tomadas:

  • Cuidado em ultrapassagens;
  • Respeito às sinalizações de trânsito;
  • Cumprimento dos limites de velocidade e leis de trânsito;
  • Atenção com a estrada.

É necessário dar atenção ao peso do veículo, pois o seu excesso além de implicar em penalizações, também danifica o próprio caminhão e as estradas. Esse é um item que não pode passar despercebido, afinal, o tamanho e peso do veículo influencia completamente a sua condução e devem ser controlados pelo motorista e cobrado pelo gestor.

4. Treinamento

Assim como em toda profissão, o motorista de caminhão possui a necessidade de se manter sempre atualizado, adquirindo novas experiências e potencializando as habilidades sobre o seu serviço.

Para isso, existem cursos e treinamentos que são ideais e específicos para aprimorar os conhecimentos do motorista de caminhão. É necessário lembrar que esse é um investimento que diante do cenário atual se torna mais do que necessário.

Capacitações agregam muito nos serviços oferecidos pela empresa e também tornam o motorista mais engajado para adotar a direção defensiva, diminuir o gasto com pneus, economizar combustível e ter atitudes mais conscientes.

Quer saber como conseguir isso na prática? Clique aqui e descubra o que a Fabet pode fazer para otimizar as operações logísticas da sua empresa, sem compromisso.

5. Alinhamento entre gestor da frota e motorista de caminhão

Muitas vezes, o motorista pode ser visto apenas como um funcionário que entrega as mercadorias, mas não é assim que deve funcionar. O motorista exerce um papel fundamental para que toda logística funcione, por isso, além de um relacionamento saudável entre a equipe é preciso ter alinhamento entre o gestor da frota, que trabalha ligado aos motoristas.

O alinhamento entre esses profissionais se torna essencial para que as operações da empresa andem, literalmente, como precisam, já que um depende do outro. Quando ambos possuem o mesmo objetivo, trabalham alinhados e com a mesma projeção sobre os processos, o setor do transporte se torna seguro e eficiente.

Dica extra: cuidado e atenção com o veículo

O motorista também precisa zelar pelo seu ambiente de trabalho. Isso implica em ficar atento aos sinais que o caminhão emite, que podem demonstrar que algo está errado ou precisa ser consertado, cuidar da sua manutenção, e claro, dirigir com cuidado.

Ter cuidado e atenção com o caminhão implica diretamente na operação do motorista na estrada, pois se a manutenção estiver em dia, as chances de acontecer acidentes ou imprevistos diminuem. Essa tarefa deve ser de responsabilidade do motorista e supervisionada pelo gestor, mais um motivo que nos mostra como o alinhamento entre o dois profissionais é importante.

Como você viu, algumas mudanças no comportamento do motorista de caminhão e no seu modo de dirigir podem ser determinantes para tornar o trabalho mais eficiente, seguro e rentável. Agora é só disseminar as ações na empresa e colocá-las em prática!

Esse conteúdo lhe ajudou? Saiba como tornar a operação do motorista de caminhão mais eficiente adotando a direção defensiva de vez: 5 dicas para o motorista de caminhão aplicar e reduzir riscos nas estradas hoje mesmo!

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp

SAIBA O QUE A FABET PODE FAZER POR VOCÊ!



Fechar Menu